Prefeitura Municipal de Macaé

Macaé na guerra contra Aedes

2017-01-18 15:41:00 - Jornalista: Tatiana Gama e Liliane Barboza
Compartilhe:  
Foto de militares fardados na palestra ministrada no Forte Marechal Hermes
Foto: Rui Porto Filho e Bruno Campos
Técnicos do CCZ ministraram palestra no Forte Marechal Hermes

As ações da campanha "Macaé contra o Aedes" continuam. Desta vez, a prefeitura realizou, na manhã desta quarta-feira (18), uma mobilização sobre a importância do controle ao vetor transmissor da dengue, chicungunha, zika vírus, no bairro Malvinas. O encontro aconteceu no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), localizado na comunidade. Além de distribuição de material informativo, a sensibilização contou com apresentações de vídeos e palestra do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

A dona de casa Ana Lúcia da Silva Azevedo, 34 anos, afirmou que sabe bem a importância da eliminação de criadouros. "Cada um tem que fazer a sua parte. Estou sempre atenta às coisas que podem diminuir as chances do mosquito proliferar como, por exemplo, tela no ralo do banheiro", acrescentou a moradora, que levou os três netos para a mobilização. Para ela, os pequenos devem aprender, desde cedo, os cuidados para evitar a proliferação do Aedes.

A mobilização busca conscientizar os moradores sobre a necessidade de contribuir com a eliminação de possíveis criadouros em suas residências. A ação, realizada no teatro do espaço, faz parte da força-tarefa que acontece no município, que conta com uma tenda montada na praça Washington Luiz para levar informações à população. A secretaria Adjunta de Comunicação faz o monitoramento das redes sociais com objetivo de indicar áreas de visitação para os agendes do CCZ.

Para a secretária adjunta de Patrimônio, Gisele Muniz, a ideia é que crianças, adultos e idosos sejam multiplicadores das informações. "O mosquito causa doenças sérias, por isso, o poder público precisa da contribuição de toda a família. E, as ações começam dentro de casa", frisou Gisele.

Exército recebe palestra de técnicos

Técnicos do Centro de Controle de Zoonozes (CCZ) estiveram, na manhã desta quarta-feira (18), na 9º Bateria de Artilheira Antiárea Forte Marechal Hermes, para apresentar palestra aos oficiais, sargentos, cabos e soldados, de que forma eles podem ser multiplicadores no combate ao mosquito Aedes aegypti.

O coordenador Especial de Promoção da Saúde dos Animais e Controle de Zoonozes, Rafael Amorim, disse que as palestras têm o objetivo de envolver toda sociedade na luta contra os criadouros do Aedes.

- É preciso que as pessoas tornem esses cuidados como hábitos constantes de cuidar de suas casas. Queremos capacitar o efetivo do Exército para que os militares possam ser multiplicadores de informações -, ressaltou.

Para o comandante da unidade, capitão Rodrigo Bezerra Calado, a artilharia recebe todos anos novos jovens que ingressam no serviço militar. Por esse motivo, acha importante que esses recrutas recebam informações instrutivas para que repassarem aos seus familiares e também nos setores onde servem.

- O segundo passo, após a instrução, é fazer com que a teoria se torne prática, quando vão atuar na manutenção das instalações do Forte Marechal Hermes. O Exército Brasileiro tem em seu planejamento o combate ao mosquito Aedes, informou.

O sargento Izaquel Cozer disse que a palestra, ministrada pelo biólogo Fernando Mancebo do CCZ, foi instrutiva, já que muitas informações que não sabia sobre o assunto foram passadas. "Aprendi que a larva do mosquito poderá se proliferar em uma simples tampinha de refrigerante, folhas, calhas, telhas de amianto, enfim, locais que nem imaginava que isso poderia acontecer, contou.

A palestra de sensibilização será realizada também na Associação de Moradores de Imboassica, nesta quarta, às 18h.

Quem quiser solicitar palestras e ter mais informações, pode entrar em contato pelo telefone 0800-022-6461 e no e-mail: cczmacae@yahoo.com.br.

Busca

Acesso Rápido

Destaque