Prefeitura Municipal de Macaé

Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Macaé

Reserva financeira do Macaeprev garante obrigações até 2045

2017-02-21 14:46:00 - Jornalista: Tatiana Gama
Compartilhe:  
Foto da fachada da MacaePrev
Foto: Arquivo Secom
Instituto é responsável pelos benefícios previdenciários dos servidores públicos

Com uma reserva financeira de 2.031 bilhões, o Instituto de Previdência Social do Município de Macaé (Macaeprev) pode garantir as obrigações previdenciárias dos próximos 28 anos, considerando o atual quadro de 14 mil concursados, em média, e 1,4 mil aposentados e pensionistas. De acordo com o presidente do instituto, Rodolfo Tanus, foi aprovado pelo Comitê de Investimento e Conselho Previdenciário, o aporte de R$ 53 milhões para o Fundo Previdenciário. O valor representa, aproximadamente, 50% da taxa administrativa do Macaeprev.

- Ao respeitar o dinheiro público, conseguimos economizar essa quantia, por isso, fizemos a deliberação de repasse para o Fundo. Com isso, aumentamos a reserva financeira para aposentados e pensionistas - , explica o presidente.

Ele acrescenta que o Macaeprev cuida dos benefícios previdenciários dos servidores públicos, com a finalidade de prestar serviços de excelência, sendo eles ativos, inativos, pensionistas, dependentes e outros. O intuito é executar uma gestão financeira transparente e eficaz do patrimônio.

Entre os índices alcançados em três anos, pela primeira vez, em 17 anos de existência, o instituto obteve todos os Certificados de Regularidade Previdenciária (CRP) concedidos pelo Ministério da Previdência. A obtenção do sétimo CRP atesta o trabalho da equipe no cumprimento dos 34 itens impostos pelo Ministério da Previdência, semestralmente.

Segundo Tanus, outro fator que contribui para a saúde administrativa e financeira do Macaeprev são os repasses previdenciários em dia, tanto em relação às obrigações patronais com os servidores, como no pagamento de dívidas que somavam cerca de R$ 100 milhões.

Em 2013, a Macaeprev tinha em caixa R$ 860 milhões e um déficit atuarial de R$ 624 milhões - valor técnico estimado que representa o volume para o pagamento de todas as aposentadorias dos servidores efetivos que, potencialmente, podem pleitear o benefício. Atualmente, a melhora atuarial é de 130%, saindo da marca de R$ 860 milhões para R$ 298 milhões no ano base de 2015, exercício de 2016.

- Quase quatro anos depois, a realidade é outra. A segurança econômica pode ser atestada pelo patrimônio líquido do órgão que, em fevereiro deste ano, está com cerca de R$ 2 bilhões. Todos os resultados obtidos nessa gestão comprovam o acerto da alocação dos recursos e uma política de proteção funcional que garantem aos servidores públicos municipais segurança nos investimentos feitos pelo instituto, frisa.

Em novembro do ano passado, por exemplo, o Macaeprev conquistou o primeiro lugar no ranking estadual do Demonstrativo das Aplicações e Investimentos dos Recursos (Dair) do Ministério da Previdência. Os dados são referentes à última publicação de reservas financeiras. Na região Sudeste, o instituto está em segundo lugar e, em terceiro no país, na frente de várias capitais brasileiras. Na primeira e segunda colocações nacionais estão Curitiba (PR) e São José dos Campos (SP).

Sede própria - Outro ganho alcançado pelo instituto foi a sua sede própria. O objetivo é otimizar os recursos financeiros e, ainda, proporcionar maior comodidade aos servidores. A previsão é que a entrega da sede própria aconteça no segundo semestre deste ano. O espaço terá cinco pavimentos e cerca de três mil metros quadrados. O endereço da futura sede é na Rua Tenente Rui Lopes Ribeiro, Centro, 293.

+ Mais Notícias
Busca

Destaque