Começa Feira de Ciências nas escolas

2019-09-10 18:35:00 - Jornalista: Joice Trindade
Compartilhe:  
Foto: Bruno Campos
'Bioeconomia: diversidade e riqueza para o desenvolvimento sustentável' é o tema deste ano

Começou a temporada das feiras de ciências nas escolas municipais. A programação acontece nas dependências das unidades municipais da área central, bairros e Serra, conforme o calendário escolar. Com as apresentações dos trabalhos, os alunos, conduzidos pelos professores, elaboram produções diversas. O objetivo é motivar o aprendizado dos alunos e despertar o interesse pela ciência.

O tema geral das feiras das ciências é "Bioeconomia: diversidade e riqueza para o desenvolvimento sustentável", proposta da Feira de Ciências de Macaé (Fecimac), que vai acontecer no dia 10 de outubro, no Colégio Municipal Professora Maria Isabel Damasceno Simão (Centro). As fichas de inscrição devem ser entregues até o dia 27 deste mês para o endereço eletrônico coordenacaoedambiental@gmail.com.

As apresentações mobilizam alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos e Ensino Médio, que estão compartilhando experiências e estudos e se interagindo com a comunidade escolar. De acordo com o Secretário de Educação, Guto Garcia, o impacto das feiras de ciências na rede municipal será positivo. "A atividade é uma excelente oportunidade para desenvolver uma aplicação mais prática dos conceitos aprendidos na escola. O ensino das Ciências contribui com a metodologia científica, permite que os estudantes observem, experimentem e investiguem pesquisas e hipóteses", observa.

Ainda esta semana estão previstas feiras nas seguintes escolas: Wolfango Ferreira (11), Eleia Tatagiba de Azevedo (12), Laura Sueli de Campos Bacelar (13), Maria Magdala Cipriani (13), Neusa Goulart Brizola (14) e Emilson de Jesus Machado (14). Nesta terça-feira (10), a programação movimentou escolas como Renato Martins, Engenho da Praia, Eraldo Mussi, Botafogo e Wanderley Quintino.

A unidade Ancyra Gonçalves Pimentel continuará com programação especial (CiAncyra) até quinta-feira (12). Já na Escola Municipal de Educação Infantil Maria Lira Beraldini Campos, a feira também se estende até esta sexta-feira (13).

Na Escola Municipal de Educação Infantil Maria Lira Beraldini Campos (Jardim Vitória), 94 alunos que estudam no horário integral se dedicaram às produções que destacam a diversidade. Os pequenos apresentam para os pais trabalhos como poesias, produção nas hortas, importância da conservação da natureza, adubos, jogos educativos com destaque para os 3rs da sustentabilidade (reduzir, reutilizar e reciclar). Na oportunidade, as frutas, hortaliças e legumes que são produzidos na horta de paletes são apresentados. A previsão é que no final do mês, a produção seja aproveitada na merenda escolar.

Acompanhados pelos diretores Caroline Cibotto (geral) e Camilla Machado (adjunta), os alunos esbanjaram animação. Entre eles estavam Nicolas Moura e Lucas Lopes. "Gostamos muito de plantar", contaram os meninos de cinco anos. Já a diretora Caroline Cibotto lembrou que a Feira de Ciência proporciona um ambiente favorável para aprendizagem. "Além de destacar a sustentabilidade, ressaltamos a valorização dos profissionais", pontua Caroline.

Fecimac

No decorrer das feiras de ciências, as próprias escolas selecionarão os trabalhos de destaque para serem apresentados na Feira de Ciências de Macaé (Fecimac), que vai acontecer no dia 10 de outubro, no Colégio Municipal Professora Maria Isabel Damasceno Simão (Centro), das 9h às 13h.

Será selecionado um projeto para cada etapa de ensino: Infantil, Fundamental (1º ao 5º ano), Ensino Fundamental (6º ao 9º ano), Educação de Jovens e Adultos (Eja), Correção de Fluxo Escolar e Ensino Médio. Os temas que poderão ser abordados são: Ciências Biológicas e da Saúde, Ciências Exatas da Terra, Desenvolvimento da tecnologia e Bioeconomia. Durante a Fecimac, os projetos serão avaliados conforme critérios como clareza e objetividade, criatividade e inovação da pesquisa e interação, participação e entrosamento dos componentes.

O objetivo da Feira das Ciências de Macaé é possibilitar o contato dos estudantes com diferentes saberes. Além disso, a programação também visa proporcionar à comunidade escolar um espaço de incentivo, criatividade e iniciações científicas e tecnológicas, criando grupos de professores pesquisadores. A programação segue a temática da 16ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que será realizada de 21 a 27 de outubro, no Rio de Janeiro. Para a Superintendente de Educação Integrada, Janaína Pinheiro, a proposta é ampliar a difusão de pesquisas. “A rede municipal está à frente dos projetos como estes, que conseguem instigar a criatividade, habilidades e potencialidades dos alunos para o desenvolvimento das pesquisas”, finaliza.

Busca

Acesso Rápido

Destaque