Macaé mantém menor índice de letalidade por Covid-19 no Estado

2021-10-13 11:27:00 - Jornalista: Márcio Siqueira
Compartilhe:  
Os dados são referentes aos índices da pandemia registrados pela cidade na primeira quinzena deste ano

O novo levantamento publicado na última semana pela equipe multidisciplinar do Instituto de Biodiversidade e Sustentabilidade da Universidade Federal do Rio de Janeiro (NUPEM/UFRJ) indica que Macaé mantém a menor taxa de letalidade por Covid-19 no Estado. Os dados são referentes aos índices da pandemia registrados pela cidade na primeira quinzena deste ano.

De acordo com o “Covidímetro” elaborado pelo Grupo de Trabalho Multidisciplinar da UFRJ, o índice de óbito por casos confirmados de Coronavírus de Macaé é de 1,67%, duas vezes menor que a média registrada no Estado do Rio de Janeiro: 3,64%. O município apresenta também o índice de letalidade cerca de três vezes menor que a Capital, que apresenta 5,22%.

Os dados do NUPEM, publicados no último dia 7, comprovam a eficiência nas ações de enfrentamento a pandemia da Covid-19 mantidas pela Secretaria municipal de Saúde.

“Mantemos também a queda nos índices de ocupação de leitos de CTI e de novos casos positivos na cidade. Estamos diante de um novo cenário da pandemia, mas ainda é necessário que a população siga os protocolos sanitários de utilização das máscaras, higienização das mãos, respeitando também as regras de distanciamento social”, ressalta a Coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Lisa Chagas.

Queda de óbitos
Como efeito principal da eficácia no avanço da campanha municipal de imunização, Macaé registra também a queda de 87,6% no número de óbitos por Covid-19 nos últimos seis meses.

A redução dos óbitos por Covid-19 na cidade foi alcançada de forma mais expressiva entre abril e setembro deste ano, período em que a cidade atingiu 70% da população total vacinada com a primeira dose e 40,5% da população total completamente imunizada com as duas doses ou dose única.

Em setembro, Macaé registrou também o menor número de óbitos por Covid-19 no ano (18), o que representa a queda de 87,6% em comparação a abril (145), mês em que a cidade alcançou o cenário mais crítico da pandemia.

Busca

Acesso Rápido

Destaque