Prefeitura Municipal de Macaé

Novas empresas visam investimentos em Macaé

2017-07-04 15:04:00 - Jornalista: Equipe Secom
Compartilhe:  
Foto do estande da Viferro na Feira Brasil Offshore
Foto: Maurício Porão - Arquivo Secom
Levantamento foi feito com empresas que participaram da última edição da Brasil Offshore, em junho

Macaé continua sendo um município muito procurado para investimentos no setor petróleo. Uma pesquisa realizada pela prefeitura na última edição da Feira Brasil Offshore, encerrada no dia 23 de junho, no Centro de Convenções Jornalista Roberto Marinho, mostra que 43,1% das empresas que participaram do evento e ainda não têm filial no município, demonstraram interesse em se instalar na cidade.

Entre todos os contatos realizados, três empresas já confirmaram presença em Macaé nos próximos meses. Uma delas é a Viferro Ferramentas, estabelecida há 30 anos em Vitória, no Espírito Santo, que vai funcionar em uma área no bairro Novo Cavaleiros, entre 60 e 90 dias. "Estamos pensando no futuro e buscando sempre novas alternativas atraentes", afirmou o proprietário, Paulo Frizela.

A abordagem durante a feira foi feita em 112 estandes através de um questionário elaborado pela Secretaria Adjunta de Trabalho e Renda. "Existe uma interlocução com as empresas após a Brasil Offshore. Os empresários participam de encontros em várias partes do mundo e se revelaram surpresos com a atenção dada pelo poder público municipal", disse o secretário da pasta, Leonardo Pessanha.

O levantamento apontou que entre os expositores da Brasil Offshore 2017, um total de 32,1% são empresas de grande porte e possuem mais de 100 funcionários. Logo após aparecem as consideradas médias, com 50 a 99 empregados (30,8%). "As empresas têm em Macaé a primeira opção de investimento no setor offshore, direta ou indiretamente. Aqui há expertise reconhecida na área de petróleo", comentou Leonardo.

Comissão para acelerar legalização de empresas

Recentemente a prefeitura deu mais um passo para fomentar a geração de empregos. No dia 24 de maio foi publicada a portaria 1.244/2017, que instituiu a Comissão de Licenciamento Municipal, responsável por resolver os entraves nos processos de empreendimentos que ofereçam, no mínimo, 100 vagas. O prazo para a legalização de questões ligadas à administração pública agora é de, no máximo, 60 dias.

A medida buscou a retomada do potencial de empregabilidade de Macaé. "A nossa maior preocupação é fazer com que a cidade tenha total condições de favorecer a geração de empregos. Este passo inédito vai ao encontro de uma demanda do setor empresarial mas, acima de tudo, possibilita a criação, com maior celeridade, de postos de trabalho", disse, na ocasião, o prefeito Dr. Aluizio, presidente da Comissão.

Royalties por oportunidades de empregos

Uma outra medida no mesmo sentido foi divulgada na quinta-feira passada, dia 29 de junho. Dr. Aluízio anunciou que abre mão de um percentual de royalties do petróleo proveniente da produção nos campos maduros da Bacia de Campos. A iniciativa visa contribuir para o retorno das atividades de diversas sondas que foram desativadas na região, após o desinvestimento da Petrobras.

Segundo o prefeito o município seria recompensado com o fomento da economia. Dr. Aluízio destacou, ainda, que a revitalização dos campos maduros é a medida, em curto prazo, para saída da crise econômica. Ele acredita que a perspectiva pode gerar um novo cenário para o retorno dos empregos já em 2018. "A volta da produção de campos maduros traz resultados imediatos", explicou.

Busca

Acesso Rápido

Destaque