Prefeitura Municipal de Macaé

Retomada de investimentos e crescimento são a tônica na Brasil Offshore

2017-06-23 17:16:00 - Jornalista: Equipe Secom
Compartilhe:  
Imagem de um stand na feira.
Foto: Equipe Secom
Durante os quatro dias, cerca de 55 mil pessoas passaram pela Feira

Empresas do setor petróleo demonstraram confiança no aquecimento do mercado na Brasil Offshore 2017, maior encontro do segmento do país e terceiro em importância no mundo, realizado esta semana no Centro de Convenções Jornalista Roberto Marinho, em Macaé. Uma concreta sinalização da expectativa positiva foi a 9ª Rodada de Negócios da Feira, que movimentou cerca de R$ 240 milhões, entre investimentos já consolidados, previsões imediatas e estimativas para os próximos meses.

As rodadas de negócios foram realizadas por três instituições especializadas em aproximar compradores e vendedores: a Organização Nacional da Indústria do Petróleo (Onip), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio de Janeiro (Sebrae-RJ) e a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), com o apoio da Reed Exhibition, organizadora da Brasil Offshore. “O volume foi melhor do que esperávamos", revelou o diretor geral da ONIP, Bruno Musso.

A Feira, que também marcou os 40 anos da Petrobras na Bacia de Campos, contou com um público aproximado de 55 mil pessoas e representou um novo ciclo para o petróleo em Macaé e no Brasil. Com as novas regras para o setor de exploração do pré-sal e a agenda de leilões para os próximos três anos, a expectativa é de recuperação do mercado, com a retomada da geração de empregos. "Esta foi a Feira da virada, da retomada, da energia e do emprego", disse o prefeito de Macaé, Dr. Aluizio, acrescentando que Petrobras é uma marca representativa. "A indústria do petróleo é fundamental para o Brasil", afirmou.

Para o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Gustavo Wagner, as ações surtiram efeito. "A retomada passa de expectativa à realidade", comparou.

Petrobras estará na próxima Brasil Offshore

O gerente geral da Unidade de Operações da Bacia de Campos (UO-BC) da Petrobras, Marcelo Ferreira Batalha, que representou na Feira o presidente da empresa, Pedro Parente, destacou a importância da região no cenário global da companhia. "A Bacia de Campos é responsável por 64% da produção nacional. Em 2016, a produção média mensal fechou acima de 1,37 milhão de barris de óleo e 26 milhões de metros cúbicos de gás por dia", pontuou.

O gerente de eventos da Reed Exhibitions Alcantara Machado, Daniel Pereira, também tem um discurso positivo. "Os empresários estão otimistas e esperançosos com a retomada do setor. Os hotéis do município registraram uma ocupação de 90%. E cerca de R$ 50 milhões em negócios ainda vão circular em Macaé pelos próximos três meses como reflexo da Brasil Offshore. A expectativa é que a edição de 2019 da Feira seja inovadora e muito mais forte. A Petrobras já confirmou presença", enalteceu.

Busca

Acesso Rápido

Destaque