CriaSana oferece circo a céu aberto de graça para todos

Jul 19, 2022 12:38:00 PM - Jornalista: Elis Regina Nuffer

Foto: Ana Chaffin

Espetáculo reuniu famílias no sábado passado

Mágica, palhaços e alegria. Quem lembrou de circo, acertou. E este nem precisa de lona. É o circo a céu aberto na Feira Social de Interação CriaSana, polo de cultura do município, que reuniu famílias na noite do último sábado (16) levando diversão gratuita a todos. As atrações com o mágico Caio e o palhaço Fabiano conquistaram o público que lotou o espaço.

Em seus 15 anos, o polo CriaSana ganhou revitalização da prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com o administrador do espaço, Fausto Andrade, e os artistas que vivem da arte na feira. Um dos artesãos, Papau Rocha, caprichou na placa de entrada do polo à convite da Secretaria de Cultura - que está dando uma nova cara ao espaço.

”O CriaSana é um grande atrativo e merece esse tratamento. A placa é o cartão de entrada do espaço e fiquei feliz com o convite da Secretaria de Cultura para deixar a minha marca nesse importante trabalho”, enfatizou Papau. O Cria Sana conta com sanitários masculino e feminino e também ganhou novas iluminação e pintura.

O Secretário de Cultura, Leandro Mussi, que participou das atividades no Sana no fim de semana, também esteve no polo e assistiu ao espetáculo circense. Ele anunciou que vai trocar o parquinho do espaço, a cerca de madeira e fazer o paisagismo no local. Outros eventos serão realizados no polo, que já recebeu este ano o 1º Integra Sana, em junho, e a festa junina, movimentando a economia e o turismo no distrito e promovendo o resgate da cultura.

Mais novidades
Mussi disse que ele e o Secretário de Turismo, Leonardo Anderson, se reuniram no Sana, no sábado, com o gerente de Operações do Sesc/RJ, Alexandre Couto. “Estamos acertando outros eventos que acontecerão ainda este ano para aquecer mais o Sana”, informou o Secretário de Cultura. No domingo (17) o prefeito Welberth Rezende também visitou o local.

O palhaço Fabiano resumiu a tradição do circo que nasceu com a feira há 15 anos: “O que acaba com um povo é não ter cultura”. Para ele, a arte de rua é importante porque junta grande público disposto a se divertir.


Fotos Relacionadas