Curso leva a história de Macaé para professores do município

2005-06-28 17:30:32 - Jornalista: Maria Izabel Monteiro
Compartilhe:  

A Secretaria Municipal do Acervo e Patrimônio Histórico de Macaé iniciou nesta terça-feira (28), no Solar dos Mellos, dentro do Projeto Integração Museu-Escola, o curso “Professor Pesquisador”, direcionado ao estudo da história do município. O público-alvo é de professores da rede municipal, principalmente os que trabalham com turmas de 3ª e 6ª séries, onde a história local faz parte das matérias curriculares.

O Curso acontecerá em três encontros. O primeiro, realizado nesta terça-feira, e que contou com a presença de professores e coordenadores de várias escolas macaenses, teve como tema “O ensino da História local: nosso próximo desafio”, abordando a população indígena que habitava o território macaense antes e depois da descoberta.



Abrindo o encontro, o secretário de Acervo e Patrimônio Histórico, o professor e historiador Ricardo Meirelles, falou dos objetivos da Secretaria, criada em janeiro deste ano, visando a preservação da história e do patrimônio histórico de Macaé.



– Nossa Secretaria foi criada para preservar a memória do município, que vive uma transformação violenta e rápida. Em nome do progresso, muito se perdeu e de muito de nossa história só restam fotos e livros doados ou adquiridos pela prefeitura. Hoje, contamos com esse espaço, o Solar dos Mellos, residência que foi adquirida e reconstruída pela prefeitura com o objetivo de se transformar no Museu da cidade, e já estamos trabalhando para isso, disse o secretário.



O secretário ressaltou que o Solar, o embrião de um início de Museu, está aberto todos os dias, de segunda a sexta-feira, para visitas, espaço para pesquisas, exposições, cursos e palestras. No espaço também funciona o Centro de Memória Antônio Álvares Parada, desmembrado da Fundação Macaé de Cultura.



A professora e historiadora Gisele Muniz dos Santos ressaltou que a intenção do curso é promover a troca de experiências. “Os professores interessados na história de Macaé aqui encontrarão subsídios e apoio para as pesquisas para que eles possam multiplicar os conhecimentos para os alunos”, comentou.



O Curso foi organizado pela equipe de professores e pesquisadores da Secretaria, composta por Conceição Franco, Priscila Vieira Meirelles, Salma Marques, Rosali Quinan, Jane Marinho. Ressaltando o papel investigativo, aventureiro, improvisador do professor, que pensa, questiona, é apaixonado e defende o que faz, para os organizadores o objetivo não era o ensino da prática da pesquisa, mas ajudar na busca pela fundamentação geo-histórica para que a prática se torne investigativa e reflexiva e que a investigação se faça de forma sistemática, caminhando dentro da metodologia científica, como destacou a historiadora Conceição Franco.

Direcionado primeiro para as escolas, o Curso será levado posteriormente para a comunidade, dando oportunidade aos macaenses interessados em conhecer a história local. Os próximos encontros acontecerão em 30 de agosto e 27 de setembro.

Busca

Acesso Rápido

Destaque