Desfile cívico reúne multidão após período de pandemia

Jul 29, 2022 5:12:00 PM - Jornalista: Janira Braga

Foto: Rui Porto Filho

Corporações e instituições civis e militares, sociedade civil e escolas participam

O desfile cívico em comemoração aos 209 anos de emancipação de Macaé foi promovido na manhã desta sexta-feira (29) em Imbetiba e reuniu corporações e instituições civis e militares da cidade, participação da sociedade, secretarias, órgãos do governo e as escolas da rede pública de ensino. O tema foi “Cuidar do ambiente é cuidar da gente, o amanhã depende de nós”. Este ano o desfile contou com a participação da Sociedade Beneficente Lira dos Conspiradores e uma banda visitante do município de Quissamã, Corporação Musical Magnólia Ribeiro Barreto.

O prefeito Welberth Rezende participou do desfile acompanhado da mãe, Cirlene Rezende, da primeira dama Quelen Rezende, do vice-prefeito Célio Chapeta. Antes, o prefeito Welberth Rezende fez revista à tropa militar e civil acompanhado do capitão dos portos de Macaé, Carlos Mariano do Espírito Santo Filho; do comandante do 32º Batalhão de Polícia Militar, tenente coronel Marcelo Aredes e do capitão da 9ª Bateria de Artilharia Antiaérea Forte Marechal Hermes, capitão Bicalho.


“Macaé chega nos seus 209 anos como capital nacional da energia, mas também com investimentos na educação, como cidade do saber; na agricultura, Macaé é o maior produtor de grãos do Estado; no desenvolvimento econômico com grandes investimentos chegando na cidade que geram emprego: foram doze mil vagas no ano passado e quatro mil esse ano. E para dar suporte a toda essa estrutura, estamos com 30 grandes obras, recuperando 70 praças e nosso objetivo é avançar em todos os setores como também turismo e saúde”, disse o prefeito.

A secretária de Educação, Leandra Lopes, pontuou que após dois anos suspenso devido à pandemia, o desfile cívico volta de forma marcante neste 29 de julho.

“A Educação Ambiental é um processo de formação dinâmico, permanente e participativo que permite que as pessoas envolvidas sejam agentes transformadores, participando ativamente da busca de alternativas para a redução de impactos socioambientais e para o controle social dos recursos naturais”, destacou, defendendo que educadores devem ter a responsabilidade de compreender, estudar, discutir e garantir de forma variada a educação ambiental.

As alunas da Escola Municipal Lions Pamela Raissa e Ana Beatriz, de nove anos, desfilaram junto com os colegas com o projeto interdisciplinar “Plante Livros, colha Histórias”. A diretora adjunta da Escola Municipal Lions, Lívia Schuler, exaltou a importância do desfile cívico para a educação. “Está associado ao amor pelo município e à cidadania”, ressaltou.

Os alunos Luan da Silva e Camile Vitória, de 11 anos, desfilaram com faixas conscientizando sobre a importância do meio ambiente. “É nele que estão os recursos naturais fundamentais para nossa vida”, enalteceram.

O desfile atraiu muitas famílias que foram admirar as alas e demonstrar amor a Macaé. O papai Maurício de Souza, de 34 anos e a esposa Aline Santos, de 33 anos, levaram o filho Abner Matheus, de um ano. “Acho importante desde cedo ensinar valores como cidadania e símbolos municipais”, observou Maurício.

Kátia Pinheiro, de 42 anos, foi pro desfile com Bernardo Pinheiro, de quatro anos e o marido Adriano Vieira, de 44 anos. “A tradição do civismo é importante para o desenvolvimento da criança”, sugeriu.

A concentração foi na Rua da Igualdade, às 8 horas e o desfile, às 9 horas, na Avenida Elias Agostinho. A abertura do desfile contou com pelotão dos oficiais: Delegacia da Capitania dos Portos de Macaé, 9ª Bateria de Artilharia Antiaérea Forte Marechal Hermes, 32º Batalhão da Polícia Militar, 9º Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Ordem Pública, Guarda Municipal e Secretaria Municipal Adjunta de Defesa Civil.

Em seguida, alunos do Centro Municipal de Idiomas (CMI) abriram o desfile cantando hino de Macaé em inglês. A primeira ala foi "Todos por uma Macaé Inclusiva" com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Macaé (Apae), Grupo PCDS - formada por familiares de pessoas com deficiência e/ou necessidades especiais e Núcleo de Dança Portadores de Alegria. A faixa 2 da primeira ala foi da Superintendência de Educação Inclusiva e Social e lembrou que a rede municipal de Ensino conta com 60 salas de recursos multifuncionais para atendimentos de alunos com deficiências, Transtorno do Espectro Autista (TEA) e altas habilidades. O Cemeaes desfilou em seguida.

Educação infantil e corporações musicais participam
A segunda ala foi de educação infantil e abrangeu banda da Corporação Musical Leonel Brizola, e Superintendência de Educação Infantil, que orienta as práticas pedagógicas dos professores que atuam nesta etapa da Educação Básica, além de apoiar as ações de gestão nas 61 Unidades Escolares que compõem a Rede Pública Municipal de Educação Infantil.

Além disso, a segunda ala também contou com escolas de educação infantil, banda Corporação Musical Jamil Andrade do Colégio Municipal Generino Teotônio de Luna e banda corporação Musical Elza Ibrahim. A terceira ala foi dos anos iniciais do Ensino Fundamental com participação das bandas de corporação musical Paulo Freire, Jacyra Duval.

Na quarta ala, dos anos finais do Ensino Fundamental, desfilaram, além dos colégios, banda de corporação musical Maria Isabel Damasceno Simão. A quinta ala foi do Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos e Pré-Vestibular.

Na sexta ala, projeto esporte "Escola com Vida". A sétima ala contou com o projeto Narrativas Negras, por uma Educação Antirracista. Na oitava ala, Ensino Superior. A nona ala foi de secretarias do governo municipal e a décima ala, projetos da sociedade civil como Banda Corporação Musical Cláudio Moacyr, 95º Escoteiros, 99º Escoteiros, 115º Escoteiros, Clube Desbravadores, Clube Aventureiros, Confraria de Sant´Anna com Igreja de Santana, Desperta Débora, Igrejas da cidade e banda marcial Veteranos de Macaé.

A décima primeira aula foi de servidores da secretaria de Educação e a ala de encerramento foi do moto clube. O desfile foi organizado pela Secretaria de Educação Integrada da Secretaria de Educação da Prefeitura de Macaé.

O evento teve banheiros químicos, equipe da Mobilidade Urbana atuando no controle do trânsito na concentração e dispersão do desfile e atuação das demais secretarias municipais.