Expo Macaé aquece agronegócio

Jul 30, 2022 7:17:00 PM - Jornalista: Genimarta Oliveira

Foto: Ana Chaffin

Campeonato Campolina é uma das atrações

O foco da Expo Macaé 2022, no Parque de Exposições Latiff Mussi Rocha, neste sábado (30), é o agronegócio. Importantes eventos acontecem ao longo do dia como concurso de gado Nelore, campeonato Campolina e leilão.

Na parte da manhã foram realizados o campeonato Campolina e o concurso de gado Nelore. De acordo com o presidente nacional da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Campolina, Carlos Plínio Siqueira, o evento recebeu criadores de três estados. A competição terminou no final da tarde, com a entrega de troféus, faixas e dinheiro. Na ocasião, ele reforçou a importância do retorno da exposição para economia do município.

“Macaé ficou alguns anos sem ter exposição agropecuária. Eu sou de Macaé, e este evento é muito importante. O trabalho que o prefeito Welberth Rezende fez para o retorno da exposição, é importantíssimo para que tragam novos investimentos e pessoas interessadas em investir na cidade. Nesta semana da Expo Macaé, calculamos que circulou mais de R$50 milhões na cidade, provenientes do agronegócio”, frisou, acrescentando que o prefeito tem um olhar abrangente, não só focando no petróleo e gás, mas também no agronegócio, que hoje move o Brasil.

Nelore – Visando mostrar a qualidade da raça Nelore e incentivar o processo de seleção e melhoramento genético da raça, assim como, o intercâmbio de ideias e experiências, foi realizado o concurso de gado Nelore. Expositores de diversos estados e de municípios vizinhos participaram da competição.

Segundo o presidente da Nelore Rio, Luiz Adilson Bon, os animais que participaram da competição são de alto nível de reprodução. “Nesta competição, mais do que o defeito de um animal, observamos as qualidades do outro. Se começarmos a produzir um bezerro de excelência, quando o mesmo chegar ao ponto de abate o consumidor terá uma carne qualidade”, disse.

Luiz ainda destacou o empenho da gestão municipal para o retorno da exposição. “Nos reunimos com o prefeito para solicitar o retorno da exposição agropecuária e as melhorias no parque foram feitas e estamos com vários eventos. Hoje haverá um leilão com mais de mil animais, que irá movimentar entre R $3 milhões e R $5 milhões. Vamos fazer com que eventos do agronegócio sejam realizados ao longo do ano”, pontuou.

Quem também está na cidade para prestigiar o Expo Macaé 2022 é o presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu, Rivaldo Machado Borges Júnior, da cidade de Uberaba, Minas Gerais. Pela primeira vez na cidade, Rivaldo destacou o acolhimento dos macaenses e a estrutura do Parque de Exposições, que está muito organizado com pavilhões bem estruturados, a pista de grama, além das demais áreas.

“Como presidente da ABCZ, vim aqui prestigiar o evento onde temos uma raça zebuína, que é a Nelore, e está aqui sendo julgada para o ranking da Nelore Rio. Por sermos uma associação que detém o zebu, temos que participar e interagir com os associados. Durante essa passagem por Macaé, visitei cinco propriedades e fiquei impressionado com a estrutura física. Encontrei animais de alto valor genético, e também melhorados, tanto os puro de origem quanto o comum. Não imaginava encontrar uma estrutura dessa e até me deixou entusiasmado com o trabalho que fazemos pela ABCZ, pelo fato de termos a responsabilidade de fazer o trabalho de melhoramento genético com todos os sócios. Temos em todo o Estado do Rio de Janeiro, 500 associados”, destacou.

Para o secretário de Agroeconomia, Dudu Jardim, Macaé está na rota nacional do agronegócio e da retomada da economia. “Estamos resgatando a autoestima da população, ao longo destes dias de exposição famílias estão vindo visitar o parque. Essa é a certeza de que tudo pode, quando se trabalha de forma séria, visando a melhoria do conhecimento em diversos setores da economia e especificamente aqui, nas áreas de agricultura e pecuária”, observou.


Fotos Relacionadas