Festival Sesc de Inverno leva música e arte ao Sana

Jul 16, 2022 4:38:00 PM - Jornalista: Julie Silveira

Foto: Moisés Bruno

A festividade segue neste sábado, com show do Leoni, às 19h

Nesta sexta-feira (15), música, arte e diversão marcaram o primeiro dia do Festival Sesc de Inverno, no distrito do Sana, região serrana de Macaé. O evento contou com várias atrações, como oficinas, contação de histórias e apresentações circenses. Para finalizar o dia, que foi repleto de manifestações culturais, Adriana Calcanhotto subiu ao palco com o show 'Voz e Violão' e aproveitou a oportunidade para manifestar seu apoio à arte. A festividade prossegue neste sábado, às19h, com apresentação do cantor Leoni.

Uma das mais belas vozes da Música Popular Brasileira, Adriana Calcanhotto é dona de um repertório musical cativante. E foi por meio das mais belas canções da sua carreira, como 'Devolva-me' e 'Esquadros', por exemplo, que ela emocionou a todos que subiram ao santuário ecológico de Macaé, para vivenciar um dia de cultura e lazer.

A psicóloga Thays Knust (25) destacou a importância do evento. “Poder assistir um show de uma das artistas mais consagradas da MPB no interior do Estado, e de graça, é a mais pura demonstração de acessibilidade cultural. Vou curtir os dois dias de festival, mas também vou visitar as cachoeiras e aproveitar esse lugar incrível”, pontuou Thays, moradora do município do Rio.

O secretário de Turismo, Leonardo Anderson, esteve presente no evento e ressaltou a importância do Festival para o desenvolvimento da cidade. “Macaé foi contemplada pela primeira vez para sediar o Festival de Inverno. A iniciativa fomenta o turismo e o comércio local. As barraquinhas, por exemplo, são todas de comerciantes do Sana. Já as pousadas, estão quase todas com 100% de ocupação. O evento entra para o calendário oficial da cidade e, com isso, ele se torna fixo”, disse o secretário.

A festividade aconteceu durante todo o dia com diversas atrações. A companhia Circo no Alto apresentou o espetáculo “O Cabaré Circo no Ato”, com muita crítica e humor.

Pessoas de todas as idades também puderam prestigiar contação de histórias baseadas na literatura de cordel, além da Oficina Xilimóvel, em que os participantes brincaram com a impressão de matrizes de xilogravura recortadas.

Sobre o Festival
O festival chega a sua 20ª edição e é considerado o maior evento multilinguagem do Brasil. Este ano, ele foi ampliado para 14 localidades no Estado do Rio de Janeiro, promovido entre 15 e 31 de julho. Além de Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo e Três Rios, onde ocorre tradicionalmente, a programação se estenderá também para Itatiaia (Penedo), Valença, Vassouras, Casimiro de Abreu (Barra de São João), Rio das Ostras, Búzios, Macaé (Sana) e São João da Barra (Grussaí).

O evento é reconhecido como um dos mais expressivos e importantes festivais de arte e cultura do país.