Mulheres macaenses serão homenageadas em livro

2005-06-29 17:25:21 - Jornalista: Genimarta Oliveira
Compartilhe:  

Num clima de muita descontração e nostalgia, foi realizada na tarde de quarta-feira (29) a primeira reunião de trabalho do projeto “Macaé – Nossa Mulheres, Nossa Histórias”, da Coordenadoria dos Direitos da Mulher em parceria com a Secretaria de Acervo Histórico e Patrimônio de Macaé.

A coordenadora dos Direitos da Mulher, Vânia Deveza, explicou que esta primeira reunião foi para mostrar o projeto e dar início ao levantamento de nomes de mulheres que de alguma forma se destacaram e contribuíram para a história da cidade. “Neste primeiro bate-papo já descobrimos que a primeira advogada do país, a Mirtes de Campos, era macaense”, disse.

Estiveram na reunião os escritores José Milbs e Marilena Murteira, que falaram da importância deste projeto no resgate da história de Macaé. Milbs, que escreveu um livro sobre a história da cidade e entrevistou mais de 150 pessoas, ressaltou ainda que com a emancipação de vários municípios que pertenciam a Macaé foram fazendo com que esta história se dividisse. “Podemos citar a cantora Ângela Maria que nasceu no município de Conceição de Macabu quando ainda pertencia a Macaé”.

Mulheres – O projeto “Macaé – Nossas Mulheres, Nossas Histórias”, tem como objetivo documentar e registrar, historicamente, por meio de publicações, a biografia de personalidades femininas de relevante importância na construção da sociedade macaense.

Vânia ressalta que o projeto irá incentivar a pesquisa e a busca de dados, por intermédio de consultas e levantamento de informações históricas. “O projeto caracteriza-se pela elaboração de um documentário, com o registro de histórias de personalidades femininas de destaque em diversas áreas, que influenciaram e influenciam a sociedade macaense e que culminará num livro que será lançado no próximo ano”, disse Vânia.

Busca

Acesso Rápido

Destaque