Solar dos Mellos reabre com exposição do cartunista macaense Seth

2021-09-21 11:50:00 - Jornalista: Elis Regina Nuffer
Compartilhe:  
#procegover #macaéacessível foto onde vemos uma profissional do Solar dos Mellos, dentro de uma das salas do museu, olhando para dois homens  par duas apontando para duas  caixas de vidro contendo liv
Foto: Bruno Campos
O Solar dos Mellos participa da Semana da Primavera todos os anos.

O Solar dos Mellos – Museu da Cidade de Macaé inaugurou, nesta segunda-feira (20), uma era de recomeço da sua história e da história de todo cidadão macaense morador ou visitante. Com a exposição audiovisual “Brasil pela Imagem” aberta ao público, o objetivo é levar as pessoas a se reencontrarem com a história, com as emoções e que a superação seja o ponto de partida. Essa ressignificação está presente na 15ª Primavera de Museus, aberta até sexta-feira (24), das 9h às 14h, com a exposição do precursor da caricatura, o macaense Álvaro Marins, o Seth, seu codinome mais conhecido.

“Tivemos momentos difíceis em nossas vidas e hoje estamos no caminho da recuperação. Acredito que estamos voltando mais fortes. A Cultura é um grande projeto de Macaé e vai receber mais recursos no orçamento municipal para manter os bons projetos e ampliar as ações de políticas públicas para a população”, anunciou o prefeito Welberth Rezende que abriu a exposição.

Como a visita é presencial, só podem entrar no Museu as pessoas devidamente usando máscaras, apresentando o passaporte de saúde com a vacina em dia contra a Covid-19 e um documento pessoal com foto. A entrada é gratuita.

Dentro do museu, os visitantes estarão frente a frente com as perdas e recomeços como marca o tema desta edição do evento. “A ideia é levar as pessoas à reflexão sobre o impacto da pandemia no presente e no futuro. Esta casa sempre foi viva e tem muita história. Tivemos perdas e dificuldades e esta exposição acontece com o esforço coletivo de reconstrução da equipe”, disse a curadora da exposição, Cláudia Barreto.

A solenidade aconteceu no auditório Presidente Washington Luís (que também era macaense), com as presenças, ainda, do secretário de Cultura de Macaé, Leandro Mussi; da diretora do Solar, Patrícia Barbosa; e a equipe responsável pelo trabalho no Solar/Museu. Em seguida, eles visitaram a exposição e os espaços do Solar como a Sala dos Prefeitos e o Centro de Memória Antônio Alvarez Parada que guarda o acervo documental da Imprensa composto por impressos, manuscritos, fotografias em jornais, revistas e também trabalhos científicos.

O Solar dos Mellos participa da Semana da Primavera todos os anos. Em 2020, a edição foi online. “Hoje o Museu abre as suas portas com novo olhar depois da pandemia, é um recomeço, em termos de cultura, fruto do trabalho de toda a equipe”, reconheceu a diretora. Para o secretário Leandro Mussi não é fácil fazer cultura neste momento. “Gradativamente, vamos abrindo os polos de projetos para a população. Enquanto isto, estamos providenciando a reforma dos prédios, como o do Teatro Municipal, que também será reaberto, e outros”, enfatizou.

O secretário municipal de Infraestrutura, Santiago Borges, acompanhou o prefeito na visita para analisar as condições do prédio, que data de 1911, para projeto de restauração do imóvel que é patrimônio público. Também participou do evento o gerente do Escritório de Gestão da Prefeitura de Macaé e fotógrafo Romulo Campos.

A exposição

Quem for ao Solar/Museu até sexta-feira (24) conhecerá a obra de Seth, desde 1917, que teve algumas imagens digitalizadas pela curadora Cláudia Barreto e equipe. A importância do trabalho está em compartilhar o valor da obra com os cidadãos já que trata-se de fundamental contribuição para entender como era o cotidiano no país e como chegou aos dias atuais. “Seth é fonte de conhecimento do Brasil e do mundo”, destacou Cláudia.

Cartunista, desenhista, ilustrador e caricaturista, Seth retratou como nenhum outro a febre amarela no Rio de Janeiro; os saraus domiciliares; a primeira locomotiva; o engenho de açúcar; o enforcamento de Motta Coqueiro, inocente, condenado à pena de morte, que ficou conhecido como “A Fera de Macabu”. A exposição também mostra o trabalho de Seth em livros como a “Caricatura Brasileira”. Ele nasceu em Macaé em 18 de janeiro de 1891 e faleceu no Rio de Janeiro em 28 de janeiro de 1949.

O poema “Resíduos”, de Carlos Drummond de Andrade, define o conceito da 15ª Primavera de Museus e um trecho dele está em destaque no painel de entrada da exposição: “De tudo resta um pouco”. O evento acontece em todo o país promovido pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), do Ministério do Turismo.

O Solar dos Mellos está localizado à Rua Conde de Araruama, 248, no Centro de Macaé.

Busca

Acesso Rápido

Destaque