Prefeitura ampliará atendimento para cadastro no CadÚnico

Aug 11, 2022 11:40:00 AM - Jornalista: Tatiana Gama

Foto: Jaqueline Carvalho

Expectativa é dobrar o número de profissionais que realizam o cadastro

A Prefeitura de Macaé, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Acessibilidade, irá ampliar o atendimento para inscrição no Cadastro Único (CadÚnico), programa do governo federal destinado às famílias de baixa renda, operacionalizado e atualizado pela administração municipal de forma gratuita. A expectativa é dobrar o número de profissionais que realizam o cadastro nos oito Centros de Referência de Assistência Social (Cras) do município.

A iniciativa visa atender à demanda de pessoas que desejam se cadastrar no CadÚnico, requisito para participar de outros benefícios do governo federal como, por exemplo, o “Auxílio Brasil”, programa de transferência direta e indireta de renda para famílias em situação de pobreza e extrema pobreza. Em Macaé, os Cras funcionam nos bairros Aeroporto, Aroeira, Barra, Botafogo, Lagomar, Nova Esperança, Visconde de Araújo, além da região serrana (Córrego do Ouro).

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Acessibilidade, Fabrício Afonso, o município tem cerca de 33 mil famílias cadastradas no CadÚnico. Ele acrescenta que nos últimos três meses foram feitas as inscrições de 3 mil pessoas com perfil para cadastro.


“Ao se inscrever ou atualizar seus dados no Cadastro Único, você pode tentar participar de vários programas sociais. Cada programa tem uma exigência diferente, mas o primeiro passo é ter sempre seu cadastro atualizado. Por conta do Auxílio Brasil, a procura para o CadÚnico aumentou”, destaca o secretário.


Os principais programas que utilizam o Cadastro Único são: Programa Auxílio Brasil; Programa Tarifa Social de Energia Elétrica; Isenção de Taxas em Concursos Públicos; ID Jovem; Carteira do Idoso; Programa Casa Verde e Amarela; Programa Bolsa Verde.

Para os cidadãos que não estão inscritos no Cadastro Único e desejam se cadastrar pela primeira vez, é importante destacar que apenas o responsável familiar pode realizar o pré-cadastro. Ele é a pessoa da família que vai prestar as informações dos demais componentes, e deve ser, de preferência, a mulher.

Podem se inscrever no Cadastro Único as famílias que: possuem renda mensal por pessoa de até meio salário mínimo; possuem renda acima dessas, mas que estejam vinculadas ou querendo algum programa ou benefício que utilize o Cadastro Único em suas concessões.

Os interessados devem comparecer ao Cras mais próximo de sua residência com os seguintes documentos: CPF ou título de eleitor (Responsável Familiar), Certidão de Casamento ou Nascimento, CPF, RG, Título de Eleitor, Carteira de Trabalho e comprovante de residência (demais integrantes do grupo familiar).