Secretaria de Saúde

Macaé promove II Campanha de Doação de Medula Óssea

2010-11-19 10:56:23 - Jornalista: Monica Torres
Compartilhe:  
Foto: Kaná Manhães
A campanha consiste em recolher amostras de sangue dos possíveis doadores

Seja um doador de medula óssea, alguém só tem a ganhar e você nada a perder. Com este tema a Secretaria de Saúde de Macaé, através da coordenadoria de Serviços de Saúde, e um grupo de voluntários que inclui a família de quem espera uma doação, promovem nos próximos dias três e quatro a II Campanha de Doação de Medula Óssea.

A campanha vai ser realizada na Associação Médica de Macaé, pelo Hemocentro do Rio, que trará 18 profissionais, entre assistentes sociais, técnicos de enfermagem e bioquímicos. A Associação Médica, que fica na rua da Igualdade, sem número, no bairro Imbetiba, foi o local considerado adequado às coletas de sangue, para alocar equipamentos, profissionais e o grande público esperado.

A primeira campanha de doação de medula óssea que ocorreu em Macaé foi há quatro anos atrás e mobilizou quase duas mil pessoas, que agora fazem parte do Registro Brasileiro de Medula Óssea (Redome), sob responsabilidade do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

A coordenadora de Serviços de Saúde, da Secretaria de Saúde de Macaé, a médica Márcia Amaral, esclarece que quem já doou na primeira campanha ou em outro lugar, não é necessária uma nova doação:

- As pessoas que já doaram, tanto aqui como em outro município, devem sim manter seu cadastro atualizado para um possível contato, sendo constatada a compatibilidade para a doação. Esse ato é fundamental, pois o endereço e telefone atualizados possibilitam a imediata localização para salvar uma vida.

Para o doador manter seu cadastro atualizado deve entrar em contato com o cadastro nacional (Redome), pelo telefone (21) 3207.5238 ou pelo e-mail: redome@inca.gov.br. A partir da compatibilidade, o potencial doador é chamado para exames de confirmação. A partir de então, ele mesmo decidirá se deseja ser um doador.

A coordenadora ressalta que o transplante de medula é a oportunidade de vida de centenas de pessoas que sofrem de doenças graves, como a leucemia, entre outras doenças que têm a produção de sangue comprometida. Nestes casos, o transplante de medula óssea é a única esperança.

Ao cadastrar-se, do voluntário será coletada uma pequena amostra de sangue (10 ml), para a realização dos testes de compatibilidade (HLA). O Brasil é o terceiro em doação de medula óssea, perdendo somente para os EUA (1º) e Alemanha. O país tem um cadastro que gira em torno de um milhão e 850 mil doadores.

A proposta desta segunda campanha surgiu como a promovida há quatro anos. Familiares de pessoas que necessitam da doação e voluntários da causa procuraram à Prefeitura de Macaé, através da Secretaria de Saúde, que prontamente se comprometeu a realizar esta 2ª Campanha.

A macaense Rosânea Abreu, mãe Rodrigo Abreu de Figueiredo, 26 anos, que há mais de um luta contra uma leucemia mielóide crônica (LMC), e agora desenvolveu resistência ao tratamento, vê na possível doação de medula óssea a única salvação de vida para seu filho:

- Encontrar um doador é como achar uma agulha do palheiro, um prêmio na loteria, mas temos esperança e com a campanha, quanto mais pessoas doarem sangue, aumenta a chance do meu filho viver, como tantos outros que esperam por um doador compatível, acredita.

No país, são 61 centros de medula óssea e a média do Inca é de duas doações concretizadas por mês de não parentes. Isso significa que a chance de achar um doador compatível é real. O voluntário da campanha, George Fonseca da Silva, acredita que para uma pessoa participar como voluntário não precisa de muito tempo:

- Se você tem uma lista de contatos no seu e-mail, pode contribuir divulgando a campanha, falando com os amigos e familiares. É fundamental para a vida em sociedade escolhermos uma causa e lutarmos por ela, ainda mais esta causa, extremamente justa e humana.

O que é a Medula Óssea

A medula óssea é um tecido que está no interior dos ossos e sua principal função é produzir os componentes do sangue. Ao contrário do que muita gente pensa, a doação não acontece através da coluna vertebral.

O que é Redome

O Redome é o Registro Brasileiro de Doadores Voluntários de Medula Óssea. É um banco de dados onde ficam registradas as informações pessoais do candidato à doação e o resultado da tipagem de HLA. OHLA é o exame que verifica a possibilidade do transplante ser compatível

O que você precisa para ser um doador

Ter boa saúde
Ter entre 18 e 55 anos
Para o cadastro, fornecer nome completo, endereço e identidade

+ Mais Notícias
Busca

Destaque